Reencontro emocionante: empresa ajuda a trazer família de funcionário haitiano para o Brasil


Só quem é imigrante em outro país e precisou deixar a família no país de origem, sabe qual é o sentimento. Mesmo com a vida atarefada atrás de moradia, trabalho e documentação, os momentos de solidão e tristeza surgem, e pode dar vontade de largar tudo para voltar.

Mas, alguns dão a sorte de encontrar boas pessoas que podem ajudar. No caso do haitiano Jack, que estava há 9 meses no Brasil, muita coisa boa aconteceu.

Nos primeiros meses, Jack vendia água na rua e estava com muita dificuldade em encontrar emprego por causa do idioma. Mas, ele não desistiu e continuou fazendo entrevistas.

Quando ele chegou para ser entrevistado em uma lavanderia, na cidade de Brusque/SC, o proprietário Juninho Coken resolveu dar uma oportunidade ao imigrante.

“Realmente foi muito complicado no começo pra ele se comunicar, entender o que a gente queria que ele fizesse. Até hoje chega alguém pra conversar com ele, e ele me chama, porque ele me entende”, diz Juninho.